sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MENINAS-BONECAS: SAIBA COMO É A VIDA DAS MENORES PESSOAS DO MUNDO - COM VÍDEO


Algumas pessoas têm sido desafiadas a publicar fotos sem maquiagem no Facebook. A ideia é mostrar a “real beleza” ou, ainda, a “beleza natural” de cada mulher e, quem sabe, tentar deixar só um pouco de lado a obsessão doentia que faz com que mulheres e meninas do mundo inteiro tentem se enquadrar em um padrão de beleza vendido por revistas que usam Photoshop em todas as imagens que publicam.

Em vez de procurar ser igual à modelo que mais faz sucesso, não seria bacana nos espelharmos em pessoas fortes e com histórias de vida mais profundas? Você já ouviu falar, por exemplo, das meninas-bonecas? Nos últimos dias é bem provável que você tenha visto alguma foto dessas pessoas ou lido alguma coisa a respeito.

video

As meninas-bonecas são portadoras do que é conhecido como nanismo primordial, que é quando a pessoa tem todas as partes do corpo em tamanho proporcional, mas nunca vai deixar de ser extremamente pequena. É esse o caso de Charlotte Garside, que nasceu pesando pouco mais de 700 gramas. Hoje, aos seis anos, Charlotte pesa quatro quilos e tem 68 cm de altura.

Em entrevista ao Discovery a mãe de Charlotte explicou que a filha exige, sim, uma série de cuidados especiais, mas que a vida da família, sem ela, não teria graça alguma. Por ser proporcionalmente muito pequena, Charlotte tem dificuldades para comer e precisa fazer um tratamento diário com uma sonda alimentar.
Mais casos

Kenadie Jourdin-Bromley

Outro caso famoso de nanismo primordial é o de Kenadie Jourdin-Bromley, uma canadense que nasceu pesando 1 kg e medindo apenas 22 cm. Kenadie frequenta a escola e leva uma vida normal, como a de qualquer outra criança de sua idade, apesar dos cuidados redobrados principalmente com a sua estrutura óssea, que é muito frágil. Atualmente Kenadie tem 11 anos.

Kristin Riley

A pessoa mais velha com nanismo primordial é Kristin Riley, que tem 31 anos e mede 91 cm. Kristin tem formação superior, dirige e, inclusive, atuou no filme “Oz, o Grande e Poderoso”.
***

O nanismo primordial é uma condição extremamente rara que afeta o funcionamento da glândula pituitária e, por consequência, a produção do hormônio do crescimento. Estima-se que a condição afete 100 pessoas em todo o mundo, sendo que 40 delas estão nos EUA. 

Fonte: Diário de Biologia

Segue o link do Canal no YouTube e o Blog
Gostaria de adicionar uma sugestão, colabore com o NÃO QUESTIONE

Este Blog tem finalidade informativa. Sendo assim, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). As imagens contidas nesse blog foram retiradas da Internet. Caso os autores ou detentores dos direitos das mesmas se sintam lesados, favor entrar em contato.                

Nenhum comentário:

Postar um comentário