quarta-feira, 25 de junho de 2014

PULSEIRAS QUE TRADUZEM LINGUAGEM DE SINAIS EM FALA SERIAM INCRÍVEIS - COM VÍDEO


Uma equipe de estudantes de publicidade teve uma ideia engenhosa para traduzir linguagem de sinais em fala: pulseiras eletrônicas que medem a atividade muscular do usuário, reconhecendo os gestos e traduzindo-os em voz através de um dispositivo Android.

Este conceito ganhou o prêmio Future Lions, concedido no Festival de Publicidade de Cannes a estudantes universitários. No entanto, ele é totalmente fictício: este não é um projeto real do Google… mas não está tão distante da realidade.

Os alunos da Escola de Comunicação Berghs, na Suécia, imaginaram o conceito Google Gesture. A pessoa usa duas pulseiras eletrônicas que medem a posição do braço e leem os impulsos nervosos dos músculos da mão e do braço, para assim reconhecer e registrar gestos. As pulseiras enviam essas informações para um aplicativo Android, que traduz os sinais usando a voz do celular.


Mas uma pulseira consegue ler os gestos do seu braço? Sim! Um exemplo disso é a MYO, que mostramos aqui no ano passado: esta braçadeira detecta o movimento dos músculos através da eletromiografia, que detecta a atividade elétrica produzida pelos músculos. Combinada a alguns sensores de movimento, a MYO sente o que você está fazendo com suas mãos e braços.

Você pode ver uma demonstração dela abaixo. Talvez um dia, com esse tipo de tecnologia, o reconhecimento de voz chegue muito além da palavra falada. 

video

Fonte: Berghs School of Communication via Mashable

Segue o link do Canal no YouTube e o Blog
Gostaria de adicionar uma sugestão, colabore com o NÃO QUESTIONE

Este Blog tem finalidade informativa. Sendo assim, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). As imagens contidas nesse blog foram retiradas da Internet. Caso os autores ou detentores dos direitos das mesmas se sintam lesados, favor entrar em contato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário